Formulário de procura

Spin 2016- Redes Sociales encabezado

 

Rede Iberoamericana de Universidades que promove o empreendedorismo universitário

Está aqui

Cédric Villani

Medalha Fields «pelas demonstrações feitas a respeito do amortecimento de Landau não linear e a convergência para o equilíbrio da equação de Boltzmann».

Nasceu em 5 de outubro de 1973 no seio de uma família de universiários e artistas. Os pais dele exercem como professores de literatura, enquanto um dos irmãos é compositor especializado em música para filme e tem um tio catedrático de matemáticas.

Depois de ter obtido o título de bacharelato aos 16 anos, entrou ao prestigioso licéu Louis-le-Grand, sendo lá que prepara o ingresso nas «Grandes-Écoles» da França. Em 1992 consegue o 4º lugar no ingresso à École Normale Supérieure de París. Realiza a especialização em Matemáticas e em 1994 começa a tese de doutoramento sob a direção do Medalha Fields Pierre-Louis Lions, filho de Jacques-Louis Lions, Doutor Honoris Causa pola Universidade de Santiago de Compostela. Foi em 1998 que apresentou a sua tese de doutoramento: “Contribution à l’étude mathématique des gaz et des plasmas'”, nela debruçou-se sobre as colisões rasantes em gases e o aumento da entropia de acordo com a teoria de Boltzmann. Em 2000 é nomeado catedrático na École Normale Supérieure de Lyon. Já em 2009 torna-se diretor do famoso Institut Henri Poincaré, tendo obtido a Medalha Fields em 2010 e sendo escolhido membro da Académie des Sciences de Paris em 2013.

Cédric Villani trabalha nas equações em derivadas parciais no âmbito da física estatística; designadamente na equação de Boltzmann que descreve o comportamento estatístico de um sistema termodinâmico fora do equilíbrio. Outro dos temas de estudo dele respeita à teoria do transporte ótimo, uma teoria formulada com base num problema proposto no século XVIII pelo matemático francês Monge.

De realçar ainda, pela sua originalidade, a aplicação de métodos de geometria diferencial aos temas acima referidos. Particularmente, a relação da curvatura de Ricci com o transporte ótimo e a entropia.

Cédric Villani é um cientista descontraído e comprometido com a sociedade. Dedica parte do seu tempo à comunicação científica para diferentes públicos por todo o mundo. Intervém na comunicação social, participa em documentários sobre o impacto das matemáticas na sociedade atual, promove cineclubes onde debate com outros cientistas sobre a representação da ciência e a investigação no cinema, a relação entre ciência e arte, etc.

Mais recentemente escreveu, em colaboração com outros autores não matemáticos, obras literárias de narrativa e ensaio.

Já foi distinguido com uma vasta coleção de importantes prémios. Além da Medalha Fields (o equivalente ao Prémio Nobel em matemática), recebeu ainda o Prémio Louis Armand de l'Académie des Sciences de Paris em 2001, o Prémio da European Mathematical Society em 2008 ou os Prémios Fermat e Henri Poincaré em 2009